Da oficina de aprendizes

//Da oficina de aprendizes

Aberta a temporada de grill – “o smoker Kachelmann conforme modelo americano”

Quem pretende formar-se como operador de máquinas de corte, mais cedo ou mais tarde irá se deparar com o famigerado cubo que precisa ser limado. Há décadas que esta peça de trabalho representa a resistência e a precisão exigidas pela profissão de operador de máquinas de corte, antigamente denominada torneiro.

Também na Kachelmann existe o cubo como peça de trabalho para os aprendizes – mas não somente.
Projetos de aprendizes, como o próprio dia de portas abertas, estagiários nas escolas ou a criação de vídeos internos da empresa também estão incluídos.

Acima de tudo, os projetos devem motivar a participação em uma equipe de trabalhadores especializados e técnicos com o objetivo de desenvolver e fabricar as melhores engrenagens e soluções de engrenagens para os nossos clientes.

Aqui é importante descobrir quais habilidades se possui, como se integrar em uma equipe e como se lida com erros em uma equipe – os próprios e os da equipe.

Os aprendizes dos anos de formação em curso 1 – 3 – operador de máquinas de corte e designer técnico de produtos – desta vez escolheram um grill para o projeto em equipe.

Segue o relatório do projeto:

“Sentamos juntos e pensamos sobre qual tipo de grill queríamos construir. Rapidamente nos decidimos por um smoker de acordo com o modelo americano.

Depois de algumas tentativas, surgiu um primeiro esboço. Começamos com o corte e a limpeza do velho tambor de óleo. Em seguida foram feitos os furos para as válvulas na metade inferior, que posteriormente deverão regular o fornecimento de ar.

Nesse meio tempo, foi soldada a armação a partir de tubos velhos. O grill foi fixado à armação por meio de parafusos. Desta forma ele pode ser desmontado a qualquer momento, o que facilita a limpeza. Agora a parte superior foi fixada com dobradiças à parte inferior.
A partir do material de barras, foram soldadas 3 grelhas de grill. Isso permite que cada grelha seja retirada individualmente, facilitando assim o abastecimento de carvão. Por fim, tudo foi montado e pintado com tinta resistente ao calor.

O mais difícil foi conseguir que todas as peças do grill se encaixassem corretamente no final. Aqui ocorreram pequenos problemas. Neste projeto os aprendizes tiveram que improvisar frequentemente, uma vez que algumas coisas não funcionaram conforme planejado. Mas acabou dando tudo certo. No final todos ficaram muito orgulhosos pelo fato do grill ter funcionado conforme planejado. É claro que o trabalho em equipe desempenhou um papel importante. Mas isso não é problema para os nossos aprendizes. Eles são um grupo coeso, também os novos aprendizes se integram muito bem.

No entanto, algumas coisas saíram errado e não puderam mais ser consertadas. Como, p.ex., a soldagem da chaminé, que ficou um pouco torta. Os jovens logo entenderam o que precisarão mudar da próxima vez para que isso não aconteça mais.”

2017-02-12T23:51:22+00:00